Carta aberta do Colegiando de Unidade da FEUFF sobre a adesão da UFF ao contrato da EBSERH

Sobre a Democracia na UFF

No dia 16 de março, a adesão ao contrato com a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH) para a gestão do Hospital Universitário Antônio Pedro (HUAP) foi aprovada no Conselho Universitário, em sessão extraordinária, realizada fora dos campi da UFF, no auditório da Imprensa Oficial do Rio de Janeiro, com a presença da Polícia Militar e da Guarda Municipal, impedindo a entrada de manifestantes no prédio em questão. Golpes de cassetetes e gás de pimenta foram usados contra aqueles -docentes, técnicos e estudantes- que se opunham ao contrato com a EBSERH e à restrição imposta ao livre acesso à sessão do CUV.

Segundo a Reitoria, em nota publicada no site da UFF, intitulada “Democracia Universitária Fortalecida: EBSERH aprovada no Conselho Universitário”, para garantir a democracia foram necessárias “as medidas protetivas” contra a ação truculenta das entidades sindicais, que historicamente tem colocado sob ameaça a “democracia universitária”. Claramente, os fatos e a nota ilustram a evidência de que, uma vez garantida com truculência e sem transparência a vitória no CUV, na ordem da ação prática, é preciso agora obtê-la também na narrativa dessa ação. Por outro lado, sendo uma Casa de Formação de Educadores, não podemos endossar as atitudes desrespeitosas e desmedidas algumas vezes verificadas também da parte do movimento social na Universidade.

Em mensagem divulgada, no dia 18/03, assinada pelo Magnífico Reitor e o Vice-Reitor, tal interpretação sobre a aprovação do contrato com a EBSERH é reafirmada, indo um pouco além das acusações já feitas aos que se opuseram ao referido contrato, identificando “grupos violentos e autoritários” que, com o apoio de “setores irresponsáveis da imprensa”, promovem “invasões e ameaças de depredação do patrimônio público”, reproduzindo no âmbito da universidade “ a lógica do fascismo que toma de assalto o país como um todo.”

A mesma mensagem relembra que pelas mesmas razões, em dezembro de 2007, a Reitoria recorreu às mesmas “medidas protetivas”, para aprovar a adesão da UFF ao REUNI, que foi objeto da oposição de “minorias inexpressivas” que adotaram na ocasião as mesmas “práticas fascistas” para intimidar os membros do Conselho Universitário.

Assim, segundo a Reitoria, o Conselho Universitário, tanto no passado como no presente, assumiu “com coragem a sua responsabilidade”, protegido por medidas legais adotadas de modo a garantir “o primado do Estado Democrático de Direito em nossa Universidade.”

Em profundo desacordo com a narrativa apresentada pela Reitoria, o Colegiado da Faculdade de Educação afirma a necessidade de considerarmos as seguintes questões para melhor interpretação dos fatos em questão;

1. Tanto no passado, em relação ao REUNI, como no presente, em relação à EBESERH, docentes, técnicos e estudantes, bem como suas entidades representativas se opuseram às duas adesões, por discordarem política e tecnicamente das propostas, ainda que elas tenham naturezas distintas. Importa considerar, sem entrar no mérito de cada uma delas, o fato de que ambas geraram polêmicas e discordâncias legítimas e que mereciam ser devidamente debatidas de maneira mais aprofundada e participativa, até uma decisão final.

2. Associar a noção de fascismo às entidades sindicais e aos divergentes é um procedimento que, ao desqualificar tanto os argumentos contrários às propostas governamentais, como o próprio princípio de organização de trabalhadores e estudantes, em nada contribui para a solução dos graves problemas nacionais, o que é um dos papéis de uma Universidade Pública.

3. Confundir deliberadamente as ações de segmentos que se opõem à EBSERH com as práticas de fato fascistas que temos acompanhado nas ruas, nas redes sociais e na grande imprensa nos dias de hoje, não faz mais que confundir a opinião pública, aprofundar as fissuras e antagonismos sociais, além de configurar-se como negação da função pedagógica da Universidade Pública.

4. A atitude de hostilidade da Reitoria às entidades organizadas não chega a ser surpreendente, pois durante a última greve o Reitor se negou a receber os comandos de greve para discutir as reivindicações dos três segmentos, reproduzindo o autoritarismo presente de nossa sociedade. Em lugar de celebrar o diálogo como estratégia para resolver os dissensos que são naturais na vida democrática, nossos dirigentes parecem preferir uma comunidade apática e servil, quando poderia ter assumido posição educativa exemplar.

5. Tomar decisões cruciais para a comunidade universitária, como foi o REUNI em 2007, como ocorreu recentemente em relação à EBSERH, com a proteção de forças policiais, é a nosso ver, uma atitude que desqualifica e fragiliza a própria autoridade do Conselho Universitário e o seu papel na defesa de caminhos mais democráticos e educativos no destino de nossa Universidade. Por outro lado, sendo uma Casa de Formação de Educadores, não podemos endossar as atitudes desrespeitosas e desmedidas algumas vezes verificadas também da parte do movimento social na Universidade.

Lamentando profundamente os fatos ocorridos, desejamos explicitar a interpretação que nos parece mais justa sobre eles e queremos reafirmar nosso compromisso de defender tanto na Universidade, como em nosso país, os princípios democráticos.

Colegiado da Faculdade de Educação

Compartilhe

Submit to FacebookSubmit to Google BookmarksSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Consulta Eleitoral na Faculdade de Educação

Calendário das eleição da direção da FEUFF:

 7/12 - Conversa com os candidatos, no Auditório Florestan Fernandes, em duas sessões: às 09h e às 19h

8/12 e 9/12 - Consulta eleitoral

Participe!

 

Compartilhe

Submit to FacebookSubmit to Google BookmarksSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Horário de funcionamento da FEUFF no recesso

Em função do final do período letivo em que a Faculdade de Educação, bem como todo o Campus de Gragoatá tem seu movimento reduzido, objetivando preservar a segurança dos funcionários e alunos e também do patrimônio da Universidade, informamos que a partir do dia 15 de dezembro (próxima segunda-feira), o prédio da Faculdade de Educação terá seu horário de funcionamento reduzido, das 10h às 19h, até o início do próximo período letivo. Aproveitamos para lembrar que no próximo dia 19/12, o prédio será fechado às 12h, para o almoço de confraternização.

Caso algum professor ou setor da FEUFF tenha eventos previamente agendados fora deste horário especial, queira informar com antecedência à secretaria da Direção, para que seja providenciada a abertura do prédio.

Atenciosamente,

A Direção

 

Compartilhe

Submit to FacebookSubmit to Google BookmarksSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Lançamento Revista da ABPN. vol. 17, n. 17, julho a outubro de 2015

revista ABPN

A professora da FEUFF, Tânia Müller, e os professores José Macedo (UFRGS) e Wilma Coelho (UFPA) fazem a apresentação da segunda edição de 2015 da Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores(as) Negros(as). Confira! Acesse aqui.

 

Compartilhe

Submit to FacebookSubmit to Google BookmarksSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Estreia da revista Cadernos Acadêmicos Internacionais Veresk

No primeiro semestre de 2015, haverá o lançamento simultâneo da Revista Cadernos Acadêmicos Internacionais Veresk no Brasil, Rússia e Bielorrússia. A revista é fruto de um trabalho árduo que envolve algumas universidades dos referidos países. A edição de lançamento está em três idiomas (português, russo e inglês) e é de livre acesso na internet. Serão impressos também 500 exemplares para circulação no meio acadêmico. Esta edição foi patrocinada pelo UniCEUB (Centro Universitário de Brasília) e a próxima será patrocinada pela Universidade Russa de Humanidades e pela Universidade Federal Fluminense.

Para acessar a revista, clique: Cadernos Acadêmicos Internacionais Veresk

Compartilhe

Submit to FacebookSubmit to Google BookmarksSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Tradução Automática

Buscar

Calendário de Eventos

May 2016
S M T W T F S
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31 1 2 3 4

Newsletter

revista

 facebook

 

R. Professor Waldemar Freitas Reis,  s/n° Gragoatá
São Domingos,  Niterói - RJ, CEP 24210-201
educa@vm.uff.br
 2629-2640/2629-2685